Reinventar é a arte dos que desejam continuar caminhando

“Se quer ir rápido, vá sozinho;

Se quer ir longe, vá em grupo.”

Tempos de reflexão

Certamente com os tempos reflexivos que estamos vivendo ou melhor sobrevivendo, percebemos que, acima de tudo, a capacidade de se reinventar é a grande vantagem que o ser humano pode conscientemente se vangloriar. Assim sendo, o artista pernambucano, Cacá Lopes, desde a sua infância aprendeu a ressignificar as possibilidades que a vida lhe incorria. Quando tinha apenas dois anos de idade contraiu poliomielite / paralisia infantil por conta da sequela perdeu o movimento do braço esquerdo, em virtude de sua paixão pelo violão desde criança, aprendeu tocar com apenas três dedos da mão direita e vive exclusivamente de sua arte.

Arte de Onézio Cruz

Cacá Lopes é um artista diverso, para bem dizer, completo. É cantor, compositor – com aproximadamente cento e sessenta composições escritas, violonista, cordelista e educador social. Contudo, viver de arte, obviamente requer criatividade e disposição, desta forma, ele não apenas faz trabalhos solo, como também com coletivos.

Projetos solo: Shows – voz e violão, palestras e oficinas. Desenvolve desde 1995 o Projeto Música e Cordel nas Escolas – assistido por milhares de alunos e educadores da rede pública e privada da cidade de São Paulo e interior paulista.

Como diz o Provérbio Africano “Se quer ir rápido, vá sozinho; Se quer ir longe, vá em grupo.” Cacá Lopes compreendeu bem este conceito, neste sentido, é um dos fundadores dos Coletivos: SP Cordel, SP Forró e integra o Fórum Estadual do Forró. Coordena há onze anos o Sarau Bodega do Brasil juntamente com o amigo, parceiro e fundador do sarau, o poeta Costa Senna.

Projeto Música e Cordel nas Escolas

PROJETO CORDEL NAS ESCOLAS: o cordel como ferramenta pedagógica é um evento multidisciplinar que acontece nas escolas de São Paulo. Com a finalidade de difundir a arte dos versos e das rimas na sala de aula, contribuindo, desta forma, com a formação de jovens leitores e apreciadores deste gênero literário.

O Sarau Bodega do Brasil

O Sarau Bodega do Brasil: encontro de culturas populares atua desde outubro de 2009, promove um encontro por do mês, das 18 às 22 horas, os encontros mensais acontecem no auditório da Ação Educativa na Vila Buarque, região central da capital. Trata-se de um amplo encontro de culturas populares, com destaque para a cultura nordestina: cordel, repente, aboio, embolada, poesia, dança e muita música brasileira.

Desta maneira, fomentando a arte e o gosto pela poesia e pela música, o artista pernambucano tem superado os desafios corriqueiros da vida e principalmente se reconhecido em particularidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *